Bate-chapas: casos de sucesso

levabolli grandine report grandine

Para um respeito rigoroso da privacidade, não indicaremos referências e informações que sejam passiveis de serem ligadas a Empresas em específico.

NO PRINCÍPIO – Os primeiros Relatórios Granizo são distribuídos em Itália no ano de 1999 por Andrea Meloni (ou seja, eu). Concebi este serviço para responder aos pedidos que provinham dos Bate-chapas, atividade quase desconhecida na altura em Itália.

 ERA E É UM SERVIÇO ORIGINAL – o nosso (meu) Relatório Granizo possuía já nessa altura traços originais, porque não provinha da Metar (observações meteorológicas de aeroportos), mas de pesquisas diretas no território com vista a obter uma comparação relativamente às informações meteorológicas.

No ano de 2000 o Relatório Granizo foi aperfeiçoado: nasce o Relatório Granizo Europa. Na altura o relatório vinha indicado como Boletim, mas este termo não estava correto, visto que o serviço expõe os eventos de queda de granizo que ocorreram e não faz previsões sobre onde cairá granizo.

Nos anos seguintes, o Relatório Granizo torna-se um serviço de utilidade para os Bate-chapas, indispensável para as médias e grandes Empresas, dado que indica onde tinha caído granizo. Com estas informações, o artesão bate-chapas poderá movimentar-se com vista a realizar um marketing apenas nas áreas em que os seus serviços seriam solicitados.

Na altura, a atividade de Bate-chapas na Europa estava no seu início, mas difunde-se rapidamente como todas as atividades inovadoras. São instituídos cursos para formação como Bate-chapas, enquanto que as Empresas mais cotadas iniciam serviços de franchising.

A DIFUSÃO – O Relatório Granizo (de Andrea Meloni) começa rapidamente a ser utilizado pelos vários Franchisors e também por Empresas que pretendiam adquirir clientes na Europa.

No ano de 2003 o Relatório Grandine é traduzido em espanhol, alemão, inglês e francês e distribuído em todo o Mundo.

EXCLUSIVO – Por volta de 2005, duas grandes Empresas adquirem em exclusivo o Relatório Grandine para a Europa, enquanto que o que se destina a Itália continuou a ser comercializado.

CALCULADORAS – A informática oferece-nos a sua ajuda, com elaborações matemáticas que definem as áreas afetadas pela queda de granizo. E depois sobretudo outros dados que conjugados por especialistas, descrevem os efeitos da queda de granizo, com uma estimativa das bolas de granizo caídas no solo que iniciam o processo de fusão do gelo.

ENTRETANTO OS BATE-CHAPAS TORNAM-SE OPERADORES – Durante vários anos o relatório Granizo, coordenado por Andrea Meloni, é a ferramenta de base para as maiores empresas europeias na atividade de reparação direta de automóveis amolgados pela queda de granizo. A sua atividade crescia a olhos vistos e empregaram mediante parcerias e outras formas de colaboração dezenas e dezenas de artesões em todo o Mundo com vista a reparar importantes parques automóveis danificados pela queda de granizo.

Com o auxílio dos dados disponíveis a partir das câmaras de comércio locais, estimámos em alguns milhares de Euros a faturação anual das Empresas que utilizaram o Relatório Granizo diretamente e de forma indireta.

EXCLUSIVO TERMINADO – O período contratual da cedência em exclusivo do Relatório Grranizo terminou. O Relatório Granizo é cedível para a Itália, Europa e Mundo.

OS ARTESÕES CRESCERAM – Temos uma grande paixão por este trabalho e sentimo-nos recompensados por saber que as informações do Relatório Granizo são úteis a dezenas de novas Empresas que poderão crescer e introduzir-se nos mercados europeus e mundiais.

O Relatório Granizo é uma ferramenta indispensável para o marketing da Empresa que desenvolve a atividade de reparação de automóveis danificados pela queda de granizo.

Está interessado nos nossos serviços? Pode contactar-me diretamente escrevendo no idioma deste website. Peço-lhe que indique sempre a área geográfica que pretende no que respeita ao Relatório Granizo, para além do idioma.

Pode escrever-me através do nosso campo de formulário ou enviando-me um e-mail para andrea@grandine.eu. Responder-lhe-ei dentro de 24 horas.